Cultura e MIS oferecem oficina gratuita de cinema brasileiro contemporâneo

Os amantes da sétima arte não podem perder a oficina “O Cinema Brasileiro Contemporâneo em 3 Atos”, que será realizada nos dias 11, 13 e 15 de outubro, on-line, das 19h às 21h, somando seis horas de curso, ministrado pelo cineasta Bruno Cucio.

A oficina é uma parceria entre a Secretaria de Cultura e Turismo e o MIS (Museu da Imagem e do Som). Serão oferecidas 50 vagas e as inscrições podem ser feitas pelo link do Sympla.

O conteúdo da oficina vai promover a discussão sobre o cinema nacional estabelecendo um recorte temporal entre o período da retomada nos anos 1990 até os dias de hoje. Dividido em três partes, as aulas propõem um diálogo entre o contexto sócio político cultural e as transformações estéticas que os artistas buscaram como tentativa de representação no período e na atualidade.

Durante o curso será destacado o fechamento da Embrafilme e do Ministério da Cultura, a criação da Ancine, no início dos anos 2000, o forte ressurgimento do financiamento e editais públicos, a situação atual da produção audiovisual e diversas análises de filmes do período.

Sobre Bruno Cucio

É graduado pela FAAP em Cinema, mestre pelo Departamento de Artes da UNESP e sócio da Travessia Filmes. Desde 2009 atua em projetos audiovisuais voltados à produção artística e à formação de público. Foi produtor executivo em Para’í (2018), longa-metragem dirigido por Vinicius Toro, produzido pela Travessia Filmes e exibido nos principais festivais do país e em alguns do exterior.

Coordenou o projeto socioeducacional Circuito Cultural, de 2010 até 2013, além de dar aulas de roteiro e direção em escolas e instituições de ensino como Pontos MIS, Instituto de Cinema, SESC, POIESIS, IED (Instituto Europeu de Design), Colégio Bandeirantes, Escola Oswald de Andrade e Escola Carandá Viva Vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *