Morre prefeito de São Paulo os 41 anos

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), morreu às 8h20 deste domingo (16) aos 41 anos, na capital paulista. Ele lutava contra um câncer no sistema digestivo há um ano e meio e estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde 2 de maio.

No mesmo dia em que foi internado, Covas havia se licenciado da prefeitura para cuidar da saúde. Ontem, a equipe médica do Sírio-Libanês havia informado que o quadro clínico do prefeito da capital paulista era irreversível.

Em comunicado, a prefeitura informou que “o Prefeito de São Paulo Bruno Covas faleceu hoje às 08:20 em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico, e suas complicações após longo período de tratamento”.

Antes de maio, Covas havia ficado internado por 12 dias em abril, quando exames constataram que os tumores haviam se alastrado para o fígado e os ossos.

Durante a realização de um exame para descobrir a causa de uma anemia, em 3 de maio, foi identificado sangramento que fizeram com que Covas tivesse que ser levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e intubado. O prefeito licenciado foi extubado no mesmo dia, e, em 4 de maio, foi para o leito semi-intensivo, onde passou a receber a visita de familiares e amigos.

Na segunda-feira (10), o tucano havia iniciado nova etapa de tratamento, a partir da combinação de imunoterapia e terapia-alvo. Nos últimos dias, ele postou fotos ao lado do prefeito em exercício, Ricardo Nunes (MDB), do governador João Doria (PSDB), do presidente da Câmara Municipal, Milton Leite (DEM) e do vice-governador, Rodrigo Garcia – que trocou o DEM pelo PSDB.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *