Secretário de Transporte do governo Doria é preso pela PF

O secretário dos transportes metropolitanos do Estado de São Paulo, Alexandre Baldy, foi preso na manhã desta quinta-feira(6), pela Polícia Federal (PF) durante ação da operação Lava a Jato.

O motivo da prisão seria investigações na área da saúde. São investigados eventuais crimes de lavagem de dinheiro e corrupção em contratos em São Paulo e Rio de Janeiro.

A ação cumpre seis mandados de prisão e 11 de busca e apreensão na capital paulista e outras quatro cidades – São José do Rio Preto (SP), Petrópolis (RJ), Goiânia (GO) e Brasília (DF). Até o momento, três pessoas foram presas, incluindo Baldy o médico da Fiocruz Guilherme Franco Netto. Um homem preso em Goiânia ainda não teve a identidade revelada.

Baldy atua como chefe da pasta dos transportes metropolitanos no governo Doria desde 2019, e já foi ministro das cidades do governo de Michel Temer e deputado federal por Goiás. A pasta é responsável por empresas como o Metrô, a CPTM e a EMTU.

Deixe uma resposta