Itapevi deve finalizar canalização do Córrego Paim até o fim do ano

Visando evitar alagamentos na região do Córrego Paim, a Prefeitura de Itapevi iniciou em março deste ano – entre a rotatória da Cohab e a Escola do Futuro do Parque Suburbano – a canalização do rio. Neste trecho da Avenida Rubens Caramez serão abertas duas pistas em cada lado da via, nos sentidos Centro e Cotia, com extensão total de 474 metros.

A medida deve reduzir congestionamentos na região até a Rodovia Engenheiro Renê Benedito da Silva, além de eliminar os frequentes alagamentos e enchentes provocados pelas cheias do Córrego Paim, assim como promoverá a recuperação do curso da água.

As obras viárias do Paim iniciaram no dia 2 de março e devem ser concluídas em dezembro. Os recursos são do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), da Caixa Econômica Federal.

O córrego será canalizado parcialmente, mais especificamente entre a Praça da Rotatória Fioravante Belli, na Cohab, e a Rua Domingos da Silva, no Parque Suburbano. Serão executados cerca de 569 metros de canalização, sendo 349 metros em canal aberto e 220 metros em canal fechado.

O contrato foi assinado entre a Prefeitura e o Consórcio Canaliza Paim constituído pelas empresas Soebe Construção e Pavimentação Ltda. e a Construtora Etama.

As melhorias também englobam a execução das galerias de águas pluviais no trecho da Avenida Rubens Caramez, que será ampliado, e nas ruas do entorno: Witermite José Cerqueira, Francisco Correa, São Judas Tadeu, Angelina Barreto, Ana Maria Vaz e Rua Domingos da Silva.

A autorização para a realização dos serviços de canalização do córrego Paim aconteceu no dia 17 de maio pelo DER (Departamento de Estrada de Rodagem), órgão responsável pela administração da via. O local é atingido por alagamentos há vários anos e por isso a Prefeitura pretende melhorar a região com o objetivo de garantir infraestrutura digna à população.

Com as obras, a administração municipal garantirá maior acessibilidade e infraestrutura aos estudantes da Escola do Futuro em Tempo Integral Tarsila do Amaral, no Parque Suburbano, e também da primeira Fatec (Faculdade de Tecnologia) da história da cidade, que fica ao lado da unidade educacional. A obra vai evitar inundações no entorno dos dois equipamentos educacionais.

Essas mudanças trarão maior conforto e segurança para a população e estudantes que já circulam pelo local. De acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos, a canalização do córrego Paim ampliará o escoamento das águas, a fim de evitar transbordamentos. Atualmente, as inundações provocadas pelas cheias dele ocorrem em todas as temporadas de chuvas. Elas se devem à impermeabilização do solo do entorno do córrego por uma ocupação urbana desordenada. Ainda põem em risco a segurança e a saúde da população, bem como acarretam prejuízos e transtornos às pessoas que moram, estudam e trabalham nessa região, o que justifica as obras de recuperação e canalização.

Deixe uma resposta