Barueri Sem Papel: novo projeto sustentável resultará em economia ao município

Para eliminar o uso de papel, tanto entre os órgãos municipais quanto na relação da administração pública com os cidadãos, a Prefeitura de Barueri, por meio do Centro de Inovação e Tecnologia (CIT), criou o programa “Barueri Sem Papel”. O projeto visa trazer mais agilidade, eficiência e transparência em todos os âmbitos da municipalidade. 

O projeto prevê a digitalização dos serviços públicos, os quais processos, atos e documentos, até então lavrados em papel e arquivados, passam a ser eletrônicos. Seu surgimento ocorreu pela necessidade de registrar de forma mais eficaz os documentos antigos da cidade e desenvolver um processo 100% eletrônico, no qual o documento já “nasce” digital.  

O armazenamento desse montante de papel, que era utilizado entre todas as instituições públicas, demandava um grande esforço de organização e planejamento, e muitas vezes os próprios locais acabaram tendo seus espaços reduzidos em razão desse arquivamento.  

Mas os benefícios para a cidade vão muito além da liberação de espaço físico, resultará também em agilidade e praticidade na consulta dos registros e, principalmente, em economia. De acordo com João Azevedo Junior, diretor de Sistemas do CIT, estima-se que entre 60% a 72% serão economizados com papel, toner e suporte técnico, o que equivale a um valor entre R$ 1,06mi a R$ 1,27mi ao ano. O que é uma economia realmente significativa para toda a cidade”, frisa.  

No caso dos prontuários médicos, o destaque será o compartilhamento desses documentos entre todas as unidades de saúde da rede. 

O processo de levantamento dos documentos e organização para essa operação foi iniciado em novembro de 2020, e a digitalização dos documentos começou no dia 4 de janeiro de 2021.  

Neste primeiro momento, o foco das operações está concentrado nas secretarias de Administração e Saúde, que estão sendo desenvolvidos nas dependências do CIT e do Centro de Diagnósticos. Esse processo tem estimativa para ser concluído dentro de um ano. 

“A pretensão é que no começo do mês de abril as Secretarias iniciem o protocolo de desenvolver os documentos de forma 100% digital. Para que essa mudança ocorra da melhor maneira, workshops com os funcionários públicos devem iniciar ainda em fevereiro. Hoje o CIT conta com uma infraestrutura tecnológica que permitiu a implementação de um parque de TI, formado por servidores e software, que permite acomodação dessas imagens digitalizadas. Barueri possui uma estrutura de nuvem para armazenar e facilitar o acesso desse acervo digital”. E finalizou: “estamos esperançosos e confiantes nesse projeto e nas mudanças que ele trará”. 

Essa será apenas a primeira etapa desse projeto, que tem a pretensão de abranger todas as secretarias da cidade. A finalidade é desburocratizar, criar processos de tramitação e ainda gerenciar as demandas de forma virtual, facilitando o dia a dia dos servidores e da população. Com essa iniciativa, Barueri está dando um passo importante para alcançar o futuro de forma inteligente e sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *